Conecte-se Conosco

WEB RADIO DESTAQUE DO IVAÍ



 

Politica

Bolsonaro elogia OMS e volta a criticar Doria por vacinação obrigatória

Publicado

em

O presidente Jair Bolsonaro disse nesta 5ª feira (22.out.2020) que a OMS (Organização Mundial da Saúde) está “começando a se informar melhor”. Ele mencionou que a instituição se manifestou contra “medidas autoritárias” relacionadas à aplicação da vacina contra a covid-19.

Bolsonaro decidiu, nesta 4ª feira (21.out), cancelar acordo firmado pelo Ministério da Saúde para a compra de 46 milhões de doses da CoronaVac, a vacina contra covid-19 desenvolvida pela farmacêutica chinesa Sinovac Biotech em parceria com o Instituto Butantan, de São Paulo.

“Ontem a OMS se manifestou contra a obrigatoriedade da vacina e disse que é contra medidas autoritárias, então quer dizer que a OMS se manifestou depois que eu já havia me manifestado. Então, dessa vez, eu acho que eles estão se informando corretamente, talvez me ouvindo até. Então nós temos a certeza que não voltarão atrás nessa decisão.”

O presidente voltou a criticar o governador de São Paulo, João Doria (PSDB). Disse que o tucano quer obrigar 40 milhões de paulistas a tomar a vacina sem eficácia comprovada cientificamente ou liberação da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária).

“Realmente, impor medidas autoritárias só para esses nanicos projetos de ditadores como esse cara de São Paulo aí. Eu não ouvi dizer, e acho que vocês também, nenhum chefe de Estado do mundo dizendo que iria impor a vacina. Isso é uma precipitação, é mais uma maneira de levar terror junto à população”, declarou Bolsonaro a apoiadores no Palácio da Alvorada.

Na 4ª feira (21.out), Doria cobrou “grandeza” do presidente Jair Bolsonaro e pediu que ele “respeite o seu ministro da Saúde”.

Nos últimos dias, Bolsonaro e Doria têm divergido também sobre a obrigatoriedade da aplicação da vacina assim que ela estiver disponível. O tucano diz que irá exigir a imunização em São Paulo. Já o presidente afirma que o governo federal não tornará a vacinação obrigatória e que cabe ao Ministério da Saúde recomendações dessa natureza.

ELEIÇÕES MUNICIPAIS
No tradicional encontro matinal com seus apoiadores dentro da residência oficial da Presidência, o Palácio da Alvorada, Bolsonaro aconselhou o público a analisar com cuidado os candidatos a prefeitos e vereadores nas eleições municipais de 2020.

“Temos eleições municipais agora. O pessoal muitas vezes não dá muito valor, mas ali é a base do deputado estadual, federal, do senador, do governador e do presidente”, disse.

O presidente pediu para os eleitores levarem em conta as medidas tomadas pelos governantes durante a pandemia.

“Então é hora de você que quer reeleger 1 cara ou não, ver o que ele fez durante a pandemia. Vê se você concorda com as medidas que ele tomou, obrigando a fechar tudo, falando grosso, prendendo mulher em praça pública, fechando praia.”

“Vê se o atual prefeito fez o que você achava que ele devia fazer ou não e daí você decide seu voto. Bem como os candidatos agora têm que ser questionados sobre isso, porque esse vírus vai durar por muito tempo”, completou.

Anúncio

 

 

Instagram

CBX Insta Photos: Possible list of errors

  • Error retrieving data

Follow Me on Instagram

Facebook

Mais lidas

Copyright © 2019 - Grupo EDA **** CNPJ: 35.301.283/0001-96 **** www.grupoeda.com.br ****Contato: 43 9818-7783 ****

RSS
Follow by Email