Conecte-se Conosco

WEB RADIO DESTAQUE DO IVAÍ



 

Tecnologia

Com influenciadores e críticas a Bolsonaro, Manaus é mencionada quase mil vezes por minuto no Twitter

Publicado

em

Após o sistema de saúde do Amazonas ter entrado em colapso, na última quinta-feira, devido ao alto número de internações de pacientes acometidos pela Covid-19, a falta de oxigênio nos hospitais, acarretando mortes por asfixia, chamou a atenção das redes sociais para a crise do estado. Dados da consultoria Arquimedes obtidos pelo Sonar mostram que o nome da capital foi mencionado 1,3 milhões de vezes no Twitter durante a última quinta-feira, auge da tragédia. O número corresponde a cerca de mil comentários por minuto, em média, ao longo de todo o dia.

O levantamento da Arquimedes mostra que a movimentação na plataforma ultrapassou o espectro político e envolveu participação expressiva de influenciadores digitais e artistas. Eles se mobilizaram em tom de solidariedade para tentar ajudar a resolver a crise em Manaus através de doações e de mensagens que pudessem dar visibilidade para o problema da cidade. Junto com eles, opositores e apoiadores do presidente Jair Bolsonaro também se engajaram à causa, com discurso politizado.

A Arquimedes identificou que, entre eles, o youtuber piauiense Whindersson Nunes foi o responsável pelas publicações com mais impacto no Twitter sobre o tema. Também integram a lista a apresentadora e atriz Maisa e as cantoras Ludmilla, Iza e Roberta Miranda. Os influenciadores foram responsáveis por 58% das publicações com mais engajamento.

— Eu amo Manaus, a população do amazonense fez tudo pela minha carreira — diz Roberta, que contribuiu para a doação de cilindros de oxigênio viabilizada por Whindersson: — Ele convocou a campanha cobrou a classe artística. Assim como ele, concordo que é preciso ter a hora da devolução para as pessoas que nos acompanham. Quando eu vi o colapso em Manaus, me apavorei. O oxigênio é uma coisa trivial que as pessoas não estão tendo acessso. O descaso com a saúde é uma coisa inadmíssível. Por isso, desde ontem estamos organizando esse movimento solidário.

Mais lidas

Copyright © 2019 - Grupo EDA **** CNPJ: 35.301.283/0001-96 **** www.grupoeda.com.br ****Contato: 43 9818-7783 ****

RSS
Follow by Email