Conecte-se Conosco

WEB RADIO DESTAQUE DO IVAÍ



 

Mundo

Bailarina do Bolshoi desaparecida teve corpo dissolvido em ácido, revela investigação

Publicado

em

Olga Demina, bailarina da lendária companhia de teatro Bolshoi desaparecida há seis anos, teria sido “morta, desmembrada e dissolvida em ácido sulfúrico”, revelou investigação da polícia russa, que agora tem como principal suspeito Malkhaz Dzhavoev, ex-empresário e amante da artista.

Os detetives russos estão investigando uma nova pista em um caso de suposto assassinato de longa data sobre o desaparecimento da dançarina Olga Demina, então com 25, seis anos atrás. Ela teria sido morta após ter sido vítima de chantagem de um homem que possuía fotos “sexualmente comprometedoras” dela.

Malkhaz Dzhavoev, várias vezes descrito como o “empresário” e “amante” da bailarina, foi detido em Moscou em 2017, depois de ser extraditado da Alemanha por mandado da Interpol, país que buscou em sua fuga da Rússia, fingindo ser um refugiado curdo. Recentemente, foi condenado a cinco anos e meio de prisão por fraude envolvendo um apartamento de Alexey Fetisov, namorado da bailarina.

Um oficial da polícia relatou ao jornal Komsomolskaya Pravda que Dzhavoev “deixou escapar” que o cadáver de Demina “foi desmembrado e dissolvido em ácido” com seus restos mortais e provavelmente jogados em um poço perto de um lago. A fonte disse: “O trabalho de pesquisa está em andamento agora. O ácido sulfúrico não dissolve completamente um corpo; alguns fragmentos acabam preservados. Mas eles ainda precisam ser encontrados”.

Continue Lendo
Clique para adicionar um comentário

Responder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Anúncio

 

 

Instagram

CBX Insta Photos: Possible list of errors

  • Error retrieving data

Follow Me on Instagram

Facebook

Mais lidas

Copyright © 2019 - Grupo EDA **** CNPJ: 35.301.283/0001-96 **** www.grupoeda.com.br ****Contato: 43 9818-7783 ****

RSS
Follow by Email