Conecte-se Conosco

WEB RADIO DESTAQUE DO IVAÍ



 

Brasil

Ex-PM Ronnie Lessa é suspeito de assassinar casal no Rio

Publicado

em

Em operação realizada pela DHC (Delegacia de Homicídios da Capital), o ex-PM Ronnie Lessa, acusado de matar a vereadora Marielle Franco e seu motorista Anderson Gomes, é suspeito de matar um casal na zona oeste do Rio.

As investigações apontam que o crime ocorreu um 2014, motivado por uma disputa territorial entre grupos da milícia que atuam no bairro da Gardênia Azul. As vítimas, um ex-policial e sua esposa, foram cercadas por criminosos e atingidos por 40 tiros.

Segundo os agentes, o homicídio chama a atenção já que as circunstâncias são parecidas com o assassinato de Marielle. Lessa teria participado do assassinato como executor e mandante.

“Essa operação nos remeteu ao caso Marielle por conta do modos operandi do grupo: a concentração dos tiros, o veículo em movimento e o fato de uma pessoa inocente que nada tinha a ver com o assunto também ser vítima dos criminosos.”, disse o delegado Antônio Ricardo, em entrevista à Record TV Rio.

A operação Déjà-Vu cumpre quatro mandados de busca e apreensão no Rio de Janeiro e outros dois em São Paulo em endereços ligados aos responsáveis pela morte da vereadora. Entre eles, está a casa do ex-vereador Cristiano Girão, que teria contratado Lessa para assassinar Marielle e o casal, e a de um policial militar que já foi preso.

De acordo com Antônio Ricardo, na casa do PM preso foram apreendidos ainda celulares, aparelhos eletrônicos e documentos. As buscas também acontecem no presídio de Bangu, onde um investigado está detido.

Mais lidas

Copyright © 2019 - Grupo EDA **** CNPJ: 35.301.283/0001-96 **** www.grupoeda.com.br ****Contato: 43 9818-7783 ****

RSS
Follow by Email