Conecte-se Conosco

WEB RADIO DESTAQUE DO IVAÍ



 

Coronavirus

Silvio Berlusconi, ex-premiê da Itália, está com coronavírus

Publicado

em

O ex-primeiro-ministro da Itália e eurodeputado Silvio Berlusconi, 83 anos, contraiu o novo coronavírus. Por meio de um comunicado, o partido conservador Força Itália (FI), fundado e presidido pelo ex-premiê, disse que o contágio foi confirmado após um exame de “precaução”.

Segundo o comunicado de seu partido, o Força Itália, publicado nesta quarta-feira (2), ele está isolado em sua casa e “segue trabalhando”. Ele já tinha feito outro teste na semana passada, por ter tido contato com o empresário Flavio Briatore, que também contraiu a doença, mas na ocasião o exame deu negativo.

“O presidente continua trabalhando de sua residência em Arcore, onde transcorrerá o período de isolamento previsto. Ele continuará apoiando os candidatos do Força Itália e da centro-direita nas eleições regionais [de 20 e 21 de setembro], com entrevistas cotidianas em jornais, televisões e redes sociais”, disse uma fonte do partido.

O milionário Briatore, de 70 anos de idade. é dono de um restaurante-boate de luxo que se tornou foco de disseminação do Sars-CoV-2 na Sardenha, com pelo menos 58 casos confirmados entre funcionários e clientes.

A trajetória de Berlusconi
Empresário bem sucedido no ramo imobiliário, Berlusconi entrou para a política no início da década de 1990, quando a Itália enfrentava um clima de descrença geral devido ao escândalo da investigação “Mãos Limpas”, que desbaratou um esquema de corrupção endêmica nos principais partidos do país.

Com um discurso liberal, Berlusconi cativou o eleitorado e conseguiu se eleger primeiro-ministro, mas nunca com maioria suficiente para governar sozinho. Por isso, seus mandatos (1994-1995, 2001-2006 e 2008-2011) sempre foram marcados pela instabilidade e pela ausência de reformas.

Nos anos 2000, começaram a surgir nas páginas dos jornais notícias sobre as festanças com prostitutas que Berlusconi promovia em suas mansões, apelidadas de “bunga-bunga”. A presença de menores de idade nesses “jantares” atraiu a atenção do Ministério Público e deu início a uma série de inquéritos contra Berlusconi.

Contudo, no fim das contas, o ex-premiê acabou condenado em definitivo por fraude fiscal, após um esquema de sonegação de impostos envolvendo seu conglomerado de mídia. Emitida em 2013, a sentença levou à cassação do seu mandato de senador no fim do mesmo ano, tornando-o inelegível até 2019.

Berlusconi trabalhou por um ano em um asilo para descontar a pena e hoje, de volta à vida pública, exerce o cargo de deputado do Parlamento Europeu. No entanto, o ex-primeiro-ministro ainda responde a diversos processos por corrupção de testemunhas, acusado de ter subornado garotas de programa para mentir nos tribunais em seu favor.

Mais lidas

Copyright © 2019 - Grupo EDA **** CNPJ: 35.301.283/0001-96 **** www.grupoeda.com.br ****Contato: 43 9818-7783 ****

RSS
Follow by Email