Conecte-se Conosco

WEB RADIO DESTAQUE DO IVAÍ



 

Cidades

Justiça do Paraná barra privatização da Copel Telecom

Publicado

em

A Justiça do Paraná suspendeu o contrato da Companhia Paranaense de Energia (Copel) com o banco Rothschild & Co Brasil LTDA, empresa que presta consultoria para a privatização da Copel Telecom, braço de telecomunicações da empresa estatal. Segundo o governador Ratinho Junior, a empresa seria privatizada ainda no primeiro semestre deste ano. A suspensão da Justiça é temporária.

A 3ª Vara da Fazenda Pública de Curitiba acatou um recurso de uma ação popular proposta pelo Sindicato dos Engenheiros no Estado do Paraná (Senge-PR). A decisão é baseada no fato do contrato ser assinado sem licitação. A liminar tem validade até o julgamento da ação.

Segundo informações da agência de notícias Reuters, analistas do banco BTG Pactual apontaram em relatório em meados de 2019 que a operação poderia levantar entre R$ 1,6 bilhão e R$ 1,8 bilhão de reais para a empresa.

A Copel disse que não foi notificada sobre a decisão judicial, mas adiantou que vai recorrer.

Privatizações
No fim do ano passado, num balanço do primeiro ano de mandato, o governador do Paraná, Carlos Massa Ratinho Junior, confirmou que a Copel Telecom, a Compagas e a Ferroeste estão na fila de privatizações para 2020.

Na ocasião, Ratinho Jr. disse que a Copel Telecom seria a primeira. “Ela está sendo preparada para isso [venda]. Ela será colocada na bolsa. A Copel tem que voltar a fazer o que ela faz de melhor, que é gerar, transmitir e distribuir energia. A Copel ficou anos fazendo investimentos em outros estados e esqueceu de investir no Paraná”. afirmou.

De acordo com o governador, a Copel Telecom investiu R$ 700 milhões nos últimos anos e não teve retorno. “O mercado de internet é competitivo. O poder público não tem a mesma velocidade para disputar neste mercado”, justificou.

Os funcionários da Copel Telecom já estão sendo realocados na Copel Serviços. “Não vamos ter desemprego. O dinheiro dessa venda será revertido em melhorias na entrega de energia e em infraestrutura, estradas, saúde”, disse.

Além da Copel, o governo do Paraná estuda a privatização da Companhia Paranaense de Gás (Compagas) e da Estrada de Ferro Paraná Oeste S/A (Ferroeste).

Continue Lendo
Clique para adicionar um comentário

Responder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidas

Copyright © 2019 - Grupo EDA **** CNPJ: 35.301.283/0001-96 **** www.grupoeda.com.br ****Contato: 43 9818-7783 ****

RSS
Follow by Email