Conecte-se Conosco

WEB RADIO DESTAQUE DO IVAÍ



 

Brasil

Sirene de barragem toca por engano e assusta moradores em MG

Publicado

em

A sirene de emergência de uma barragem tocou equivocadamente, nesta sexta-feira (3), em povoados que ficam entre Alvorada de Minas e Conceição do Mato Dentro, a 164 km de Belo Horizonte.

O caso aconteceu no reservatório de rejeitos do complexo Minas-Rio, que pertence à mineradora Anglo American.

Por meio de nota, a empresa informou que sua equipe não acionou o sinal de alerta. A companhia destacou, ainda, que a barragem está segura e não apresenta alterações. Segundo a Anglo American, foram feitas inspeções e monitoramento esta semana na estrutura e as avaliações não detectaram anomalias.

Ainda segundo a empresa, a equipe responsável pela manutenção das sirenes está investigando as possíveis causas do toque. Entre as suspeitas estão descargas elétricas atmosféricas, apesar da existência de para-raios no local.

Simulado

Um simulado de fuga durante rompimento foi realizado pela Defesa Civil com os moradores da região no último 6 de agosto. A simulação contou com a participação de 32% (129 pessoas) da população que mora na chamada zona de segurança secundária, isto é, na área que poderia ser atingida em caso de um eventual rompimento do reservatório e que os moradores teriam mais de 30 minutos para fugir da lama de rejeitos.

“Na tarde do dia 03 de janeiro, as sirenes de emergência da barragem de rejeitos da Anglo American tocaram nas comunidades de Jassém e Água Quente.

A empresa informa que não houve acionamento das sirenes pela sua Sala de Controle e que a barragem de rejeitos está segura, sem alterações na sua estrutura. Durante a semana, foram feitos inspeções e monitoramento de segurança que não detectaram anomalias. Todas as leituras dos instrumentos estão dentro da normalidade e o sistema de drenagem opera normalmente.

Diante do ocorrido, a equipe responsável pela manutenção das sirenes está investigando as possíveis causas do toque, entre elas descargas elétricas atmosféricas, apesar da existência de para-raios em cada uma das torres.

Mais lidas

Copyright © 2019 - Grupo EDA **** CNPJ: 35.301.283/0001-96 **** www.grupoeda.com.br ****Contato: 43 9818-7783 ****

RSS
Follow by Email