Conecte-se Conosco

WEB RADIO DESTAQUE DO IVAÍ


 

Entretenimento

Morre o ator e diretor Jorge Fernando, aos 64 anos

Publicado

em

Morreu neste domingo (27), aos 64 anos, o ator e diretor Jorge Fernando. Ele estava internado no Hospital CopaStar, em Copacabana, Zona Sul do Rio. Jorge Fernando era diretor da TV Globo e seu último trabalho como diretor e ator aconteceu este ano, na novela das 19h “Verão 90”. Foi o retorno dele após dois anos afastado da TV, tempo em que se recuperou de um AVC.

Em nota, o Hospital Copa Star informou que ele morreu após dar entrada no fim da tarde deste domingo, devido a uma parada cardíaca “em decorrência de uma dissecção de aorta completa”.

O corpo de Jorge Fernando será velado na terça-feira (29), na sala Marília Pêra, no Teatro Leblon, zona sul do Rio. O velório será aberto ao público das 8h às 10h. Depois ficará restrito à família e amigos mais próximos.

Às 13h, será realizada a cerimônia de cremação na Capela Ecumênica do Cemitério da Penitência, no Caju, na Zona Portuária. Inicialmente, o velório também seria realizado no cemitério, mas o local foi alterado no início da tarde desta segunda (28).

Na Globo, Jorge Fernando dirigiu vários sucessos, como as novelas “Rainha da Sucata” e “Alma Gêmea”.

Ator, diretor, escritor e humorista, Jorge Fernando foi um artista completo que ajudou a revolucionar a forma de se fazer televisão no Brasil. Seu primeiro contato com a arte de atuar foi ainda adolescente na escola onde estudava no Méier, Zona Norte do Rio.

Na TV, ele estreou como ator em 1978, no seriado “Ciranda, Cirandinha”. Na década seguinte, Jorge Fernando trabalhou em várias produções, mas foi do outro lado das câmeras, como diretor, que ele encontrou sua verdadeira paixão.

Desde então, ele dirigiu 34 novelas, minisséries e seriados. Sua estreia como diretor foi em “Coração Alado”, de Janete Clair, em 1980.

Um dos seus sucessos mais marcantes foi “Guerra dos Sexos”, que tinha como protagonistas Fernanda Montenegro e Paulo Autran. Por seu trabalho na trama das 19h, ele foi premiado pela Associação Paulista de Críticos de Arte como o melhor diretor, em 1983, ao lado de Guel Arraes.

É de “Guerra dos Sexos” a cena clássica do café da manhã, uma das mais importantes da teledramaturgia brasileira. Quase 30 anos, ele teve a chance de fazer tudo de novo, quando dirigiu o remake da novela, em 2012.

Na década de 1990, muitas novelas dirigidas por ele marcaram uma geração. Como “Rainha da Sucata”, “Vamp”, “Deus nos Acuda” e “A Próxima Vítima”, que fez o Brasil parar no último capítulo, à espera da revelação de quem era o grande assassino.

Além das novelas, Jorge Fernando também fez história no humor. Com “Sai de Baixo”, ele levou o teatro de volta à TV e obrigou muita gente a dormir mais tarde nos domingos.

Um de seus sucessos mais recentes foi “Alma Gêmea”, em 2005. Foi uma das novelas das 18h com melhor média de audiência da história da Globo.

Depois de uma longa temporada com diretor, Jorge Fernando voltou a atuar em 2011, no seriado “Macho Man”. Da TV para o teatro, dirigiu Cláudia Raia no musical “Não Fuja da Raia”.

No espetáculo “Boom”, ele cantou, dançou e deu vida a vários personagens. Foi o ensaio geral para a peça autobiográfica, “Salve Jorge”. Nela, Jorge Fernando reuniu histórias que marcaram sua trajetória profissional na TV, no cinema e no teatro. A peça conseguiu recontar com muito humor um pouco da história de um dos maiores nomes da cultura brasileira.


Entretenimento

Jô Soares chama Bolsonaro de ‘rei dos animais’ em carta ao presidente

Publicado

em

Por

O apresentador Jô Soarers publicou uma segunda carta dirigida ao presidente Jair Bolsonaro. Em tom de ironia, o humorista chama o chefe  do Executico de “rei dos animais” em referência ao vídeo postado pelo presidente nas redes sociais em que ele  se autochamava de Leão. 

A carta, publicada no jornal Folha de S. Paulo, neste domingo (10/11) começa, questionando, em latim “Até quando abusarás da nossa paciência?”. A frase é uma referência ao escritor romano Cícero, que escreveu o questionamento em  relação a Catilina, militar que tentara derrubar a República. 

Em referência a revelação de que o nome de Bolsonaro foi citado no processo que investiga a morte  da vereadora Marielle Franco, Jô Soares diz que é “excesso de diversos predadores atacar um leão solitário, tentando proteger-se e aos seus filhotes.” 

E continua. “A calúnia não para! Agora, querem lhe responsabilizar pelo fato de sua ilibada residência localizar-se na mesma região onde, por uma coincidência estúpida, habitava também um certo Ronnie, de alva notoriedade (mas em outro lar doce lar, é claro!). Sem nenhuma ligação, um valhacouto de papalvos!” 

Para finalizar, o apresentador diz que depois de muito meditar concluiu que a definição do presidente é perfeita. “vossa excelência é o leão. Vossa excelência é o rei dos animais!” 

Segunda carta ao presidente 

Em julho, Jô Soares também não poupou críticas ao presidente em outra carta direcionada a Bolsonaro. Em francês, o apresentador lembrou de fatos como a escolha do filho do presidente Eduardo Bolsonaro para o cargo de embaixador do Brasil nos Estados Unidos. 

Continue Lendo

Entretenimento

Alessandra Negrini é assaltada à mão armada no centro de SP

Publicado

em

Por

Alessandra Negrini, de 49 anos, foi assaltada na última terça-feira, 5, na Consolação, bairro do centro de São Paulo, por volta das 21h. A atriz estava em um táxi quando quatro homens cercaram o carro e abordaram o motorista.

Um dos criminosos estava armado e pediu os celulares dos dois. De acordo com a nota da Polícia Civil, a atriz registrou o caso no 4º Distrito Policial, na região onde ocorreu a abordagem. O bando fugiu com os aparelhos.

Alessandra passa bem e bloqueou o chip do celular, mas não conseguiu fazer o reconhecimento dos assaltantes.

Em setembro deste ano, o dançarino Yudi Tamashiro também foi vítima de um assalto à mão armada na capital paulista. O ex-apresentador do Bom dia & Cia estava na Avenida Ibirapuera por volta das 18h quando retornava de uma sessão de fisioterapia.

Continue Lendo

Entretenimento

Agressor de funcionárias de Felipe Titto é preso em SP

Publicado

em

Por

A polícia prendeu nesta sexta-feira (8), em São Paulo, o agressor das funcionárias de Felipe Titto. O criminoso foi detido na delegacia de Americanópolis, zona sul da capital paulista, após se apresentar às autoridades.

Até o momento identificado apenas como Louis, o que se sabe é que o rapaz é natural de Gana, na África.

A confusão aconteceu quando o moço, que é motorista de aplicativo, levava três funcionárias do ator até um espaço de eventos. O trio, incomodado pela forma como ele dirigia – segundo as jovens ele corria muito e freava de forma brusca -, pediu para que ele parasse o veículo.

Tathiane, uma das mulheres, foi atropelada por ele ao deixar o automóvel. “Assim que ela desceu, ele passou com o carro por cima da perna dela”, contou Jéssica, que presenciou tudo, ao jornal “O Dia”.

Ela, inclusive, pediu para que o motorista parasse com a agressividade. Como resultado, levou um soco no rosto, precisando ser operada posteriormente para reconstruir o nariz.

Continue Lendo

Mais lidas

Copyright © 2019 - Grupo EDA